Tele-entrega
  • Matriz Av. B. de Medeiros
    3513 1075
  • Filial R. Fernando Ferrari
    (próx. ao Hospital Vida e Saúde)
    3513 2288
  • Filial Sinval Saldanha
    3512 4032
  • Filial Av. Flores da Cunha
    3513 0080
  • Filial Av. Rio Branco
    (esq. Praça Bandeira)
    3512 1022
  • Filial Av. Rio Branco, 425
    3512 1865
  • Confraternização de final de ano

    Uma empresa sempre renovada para qualificar o atendimento ao cliente. A visão de Pedro Prestes dos Santos, o Pedrinho, se realiza todo dia, há mais de 20 anos, em sua rede de farmácias.

    Cursos e capacitações reforçam o conhecimento e a postura ética da equipe, como o realizado no dia 24 de novembro, no CTC (Centro de Treinamento e Capacitação) da empresa. A palestra “Imparcialidade”, ministrada pelo Diretor Comercial do Laboratório Catarinense, Rivael Hermel, conscientizou sobre a importância do bem comum na organização, com reflexos também na vida pessoal de cada colaborador.

    O evento, que marcou o final de ano da Farmácia do Pedrinho, foi realizado em dois turnos para contemplar todos os colaboradores, e finalizado com almoço e janta, no Salão de Festas da Matriz, na avenida Borges de Medeiros.

    O CTC é um espaço criado para incentivar o desenvolvimento pessoal e profissional e a disseminação da cultura da empresa, guiada pela missão de “atender com excelência, promovendo a saúde e o bem-estar dos clientes”. São apresentados temas como: atendimento, produtos e mercado, inovação, ética e legislação municipal, estadual e federal, entre outros.

    Confraternização de final de ano
  • Dengue, Zika e Chikungunya: como prevenir

    A dengue, a zika e a chikungunya são três doenças que circulam no Brasil transmitidas pelo mesmo vetor: o mosquito aedes aegypti. Todas elas têm as mesmas características sintomáticas: febre alta, dor no fundo dos olhos, vermelhidão na pele, coceira e distúrbios gástricos.

    O Ministério da Saúde, indica que após os primeiros sintomas o paciente deve buscar uma unidade de saúde para orientações. Se o paciente começar a ter qualquer um desses sintomas, ele primeiro deve evitar o uso de medicação sem indicação médica, principalmente para baixar a febre, reforçar o consumo de líquidos e procurar a Unidade Básica de Saúde (UBS). Caso seja durante o final de semana, ele deve procurar uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA 24 horas).

    A automedicação pode ser perigosa, principalmente em casos de dengue. Medicamentos compostos por ácido acetilsalicílico podem agravar a doença. Não se faz uso de ácido acetilsalicílico no caso dessas doenças. Esse medicamento, amplamente usado pelos brasileiros, pode trazer problemas de disfunção circulatória e levar a quadros hemorrágicos. Quando diagnosticadas e tratadas ainda no início, a dengue, a zika e a chikungunya tem bom prognóstico e geralmente são curadas sem apresentar evoluções mais graves ou sequelas.

    A melhor forma de prevenir estas doenças é a eliminação do vetor. Como não existem vacinas ou medicamentos que impeçam a contaminação, é necessário diminuir a quantidade de mosquitos que circulam nos ambientes. Para isso, é fundamental eliminar os criadouros do aedes aegypti, que coloca seus ovos em recipientes com água parada. O cuidado para evitar a sua proliferação deve ser feito por todos. Eliminar garrafas, sacos plásticos e pneus velhos que ficam expostos à chuva, além de tampar recipientes que acumulam água como caixas d´agua e piscina, são fundamentais para este controle.

    Para chamar a atenção sobre a importância da limpeza para eliminação dos focos do aedes aegypty, o Ministério da Saúde lançou a campanha "Sábado da Faxina - Não dê folga para o mosquito da dengue". A ideia é que toda a população dedique um dia da semana para verificar todos os possíveis focos do mosquito, fazendo uma limpeza geral em sua residência e impedindo a reprodução do aedes.

    Fonte: Gabriela Rocha/ Blog da Saúde

    Dengue, Zika e Chikungunya: como prevenir
‹ anterior de 5 próxima ›