Tele-entrega
  • Matriz Av. B. de Medeiros
    3513 1075
  • Filial R. Fernando Ferrari
    (próx. ao Hospital Vida e Saúde)
    3513 2288
  • Filial Sinval Saldanha
    3512 4032
  • Filial Av. Flores da Cunha
    3513 0080
  • Filial Av. Rio Branco
    (esq. Praça Bandeira)
    3512 1022
  • Filial Av. Rio Branco, 425
    3512 1865
  • Cuidados com a pele no inverno

    Durante o inverno a umidade do ar fica menor e as temperaturas mais baixas levam à diminuição na transpiração corporal. Esses fatores fazem com que a pele fique mais seca. Além disso, nesta época, é comum tomar banhos mais quentes, que provocam uma remoção da oleosidade natural de forma mais intensa, diminuindo o manto lipídico que retém a umidade da pele.

    A pele do rosto e do corpo está sujeita ao ressecamento no inverno. O clima frio e seco pode deixá-la com aspecto esbranquiçado, o que indica a desnaturação das proteínas. Para evitar tais sintomas é importante fazer hidratações profundas e, além disso, praticar uma alimentação saudável, rica em vitaminas e antioxidantes pode trazer benefícios em longo prazo.

     

    Alimentação adequada

    Acostume-se a comer legumes, hortaliças e frutas, esses alimentos são fontes de vitaminas e minerais que neutralizam os radicais livres prevenindo o envelhecimento da pele. As frutas ricas em vitamina C, como o morango, a laranja, a mexerica, o limão, a cereja, entre outros; vegetais, como o brócolis, o repolho, a cenoura, entre outros, são exemplos de alimentos para a estação.

    A soja é outro alimento que desse ser adicionado à dieta saudável. O produto é rico em isoflavonas, substâncias que evitam o ressecamento e melhoram a elasticidade da pele. Além da soja, adicione também castanhas, nozes e amêndoas, que são ricas em vitamina E, selênio e antioxidantes, importantes aliadas para manter a pele saudável e bonita.

    Durante o inverno, é muito comum diminuir a ingestão de água, um erro brutal. Manter a ingestão de água é extremamente importante para manter a hidratação da pele e de todo o organismo que naturalmente fica debilitado por causa do clima frio. Um corpo hidratado apresenta uma pele macia e elástica. Se você não é muito fã de água, durante esta estação, uma dica é tomar chás claros ou de frutas. Divida a quantidade que é indicada para um dia, ou seja, 2 litros entre água e chás. Assim, você pode tornar esta atividade mais prazerosa.

     

    Procedimentos dermatológicos

    O inverno é uma boa época para realizar alguns tratamentos dermatológicos que requerem que o paciente evite a exposição ao sol, como peelings, tratamentos a laser etc. Procedimentos de depilação a laser também são indicados para esta época.

     

    Doenças do inverno

    Durante o inverno algumas doenças podem aparecer por causa do ressecamento da pele. Entre elas, a dermatite seborreica, dermatite atópica, a psoríase e a ictiose.

     

    Dicas para manter a pele hidratada

    • Beba no mínimo 2 litros de água.
    • Evite banhos quentes e muito demorados; evite se ensaboar demais e usar buchas, que também contribuem para alterar a composição do manto hidrolipídico (hidratante natural produzido pelo organismo) que protege a pele.
    • Use o hidratante logo após o banho - ainda no banheiro - com aquele vaporzinho pós-banho, pois ajuda na penetração do creme.
    • Se sua pele for oleosa, e acneica, evite hidratante comum no rosto, use oil-free nas áreas de maior oleosidade (rosto e tórax).
    • Os lábios também costumam ressecar muito no inverno. É importante usar hidratantes labiais para evitar rachaduras.
    • Use filtro solar diariamente.

     

    Fonte: www.sbd.org.br/cuidados/cuidados-com-a-pele-no-inverno

    Cuidados com a pele no inverno
  • Proteja-se das doenças de verão

    Quando esquenta, é preciso ter ainda mais cuidado com a pele, que sempre sofre as consequências do excesso de calor. Além de ficar alerta para não abusar do sol, é preciso se lembrar de beber muita água, usar hidratante depois do banho e evitar produtos caseiros sem recomendação médica. Tudo isso previne o aparecimento de alergias, infecções e coceiras. Siga as dicas do alergista da Associação Paulista de Medicina Clóvis Galvão para passar o verão longe de problemas desse tipo.

     

    Insetos: um dos vilões

    A principal causa de alergias no verão são as picadas de insetos.

    Os dermatologistas aconselham a evitar o uso de produtos caseiros sem orientação médica. Nada de misturar um monte de cremes diferentes e sair ao sol, porque essa mistura pode deixar sua pele irritada.

    Os sintomas de alergia mais comuns são manchas vermelhas, muita coceira e descamação na pele.

    Antes de tomar qualquer comprimido, xarope ou usar pomada, consulte um médico. O remédio que fez bem para sua vizinha pode não solucionar o seu problema, e até piorar a situação! Não vacile.

    Se você tem sensibilidade a picadas de mosquito...

     

    Evite

    Ficar ao ar livre ao entardecer e em lugares com grande concentração de insetos.

     

    Use e abuse

    Repelentes são essenciais para quem tem esse problema. Você pode aplicar no corpo ou usar no ambiente - há até velas aromatizadas que afastam os bichinhos! As opções naturais de citronela ou andiroba são as mais indicadas.

     

    Como evitar micoses, brotoejas, assaduras...

    Com o tempo quente, você sua mais e abre o caminho para os fungos, que adoram se alojar em locais quentinhos e úmidos. É assim que aparecem problemas como micoses e brotoejas. Veja como se cuidar:

     

    FRIEIRA/MICOSE

    A frieira é um tipo de micose. A micose é uma infecção causada por fungos. Provoca coceira, descamação e vermelhidão.

    Os lugares mais comuns para elas aparecerem são pés, virilhas, barba e embaixo das mamas.

    Para evitar, seque-se muito bem, especialmente entre os dedos dos pés. Não ande descalça em piscinas e nos banheiros públicos.

    O tratamento é feito com medicamentos orais ou pomadas.

     

    BROTOEJA

    São bolinhas com água que coçam e deixam a pele toda avermelhada.

    Os lugares mais comuns são as regiões onde mais suamos e onde a pele também é ressecada, como axilas, costas, a parte de trás dos braços e laterais das coxas.

    Para evitar, hidrate bem a pele e beba muito líquido. Evite roupas de tecidos sintéticos e banhos demorados com água excessivamente quente.

    Outra recomendação dos médicos é usar pasta d¿água nas feridas. Fácil de achar em qualquer farmácia, ela alivia a sensação de coceira.

     

    ASSADURA

    Acontece quando algo está irritando a pele. Um exemplo é quando uma pessoa mais gordinha fricciona uma perna na outra ao andar. O suor funciona como um fator irritante no local.

    Para evitar, seque bem essas regiões depois de lavá-las. Você também pode usar cremes para acabar com o atrito (pomadas usadas no bumbum de bebês são ótimas para isso).

     

    BICHO GEOGRÁFICO

    É um parasita encontrado nas fezes de animais domésticos.

    Quando entra em contato com o ser humano, o verme tenta penetrar no organismo. Como não consegue, fica andando superficialmente pela pele.

    Comum em crianças, é mais fácil de pegar essa larva em praias ou parquinhos ao pisar ou sentar na areia infectada por fezes de animais.

    Não existe uma maneira direta de se prevenir, mas vale procurar praias e parquinhos que não sejam poluídos.

    Para tratar o problema, a pessoa precisa tomar medicamentos ou usar pomadas, dependendo da gravidade do caso

     

    Fonte: M de Mulher

    Proteja-se das doenças de verão
‹ anterior de 5 próxima ›